Escolha uma Página

Uma entrevista deve entender e avaliar 4 pontos-chave:

1 – Conhecimento e experiência técnica;

2 – Habilidades acessórias necessárias para a atividade (certificados, idiomas, etcetera);

3 – Perfil comportamental; e

4 – Remuneração.

Um processo seletivo objetivo e claro nesses pontos faz com que empresas e profissionais entendam melhor se podem servir um ao outro.

Vou lhe dar algumas dicas de como ir melhor em entrevistas de trabalho:

1. Pontualidade

Seja pontual. Prepare-se para chegar 10 minutos antes de sua entrevista ou reunião. Além de gentil, isso faz com que você se ambiente ao local antes de começar. Caso chegue atrasado, peça desculpa antes de qualquer coisa. O tempo dos outros é tão importante quanto o seu.

2. A primeira entrevista
Leia sobre a empresa, caso seja confidencial, leia sobre o segmento. Entenda exatamente quais os requisitos da posição em aberto e mostre como sua experiência e seus conhecimentos convergem com as necessidades da empresa.

3. “Fale sobre você.”
De forma resumida e objetiva fale sobre sua vida pessoal (casamento, filhos, família, hobbies e esporte que pratica) e suas experiências profissionais mais recentes (empresas, cargos, resultados gerais e localização).

4. “Como você lida com pressão?”
Tenha sempre bons exemplos de situações de pressão que viveu. Detalhe como agiu e resolveu. Exponha de forma objetiva alguns números de tamanho de equipe, recursos, prazos e resultados. Uma resposta baseada em dados trará mais segurança para o(a) recrutador(a).

5. Experiência como empreendedor ou autônomo
O objetivo da entrevista é entender sua história profissional. Cite normalmente sua experiência e explique como foi essa etapa com dados de duração, tipo de atividade, tamanho de equipe, relacionamento com stakeholders e resultados.

6. Entrevista não é bate-papo
Caso note que logo no começo a entrevista se tornou uma conversa informal, pergunte ao recrutador(a) de forma educada e clara se pode sugerir um roteiro: primeiro você fala sobre sua experiência profissional, depois ele(a) fala sobre a empresa e por fim lhe pergunta sobre a relação que vê entre a vaga/empresa e sua experiência.

7. “Qual sua área de especialidade?”
Essa simples pergunta, muitas vezes, não tem uma resposta. Pense nisso, defina o que sabe fazer de melhor e o que mais gosta na sua área de atuação. Essa definição vai lhe ajudar a crescer profissionalmente e facilitar o trabalho dos recrutadores.

8. Pretensão salarial
A sua pretensão salarial deve estar alinhada às suas expectativas, mas também pesquise sobre as faixas praticadas pelo mercado (pesquisas salariais) e converse com colegas da sua área em outras empresas e mercados. Um número equilibrado dentro dessas premissas é sempre mais assertivo.

9. “Por que devemos contratar você?”
Responda a essa pergunta com a conexão que vê entre as necessidades da vaga e a sua experiência. Explique como pode, com seu conhecimento e experiência, resolver o problema ou atingir o objetivo da empresa.

10. Saia da entrevista sabendo os próximos passos do processo seletivo.
Caso o(a) recrutador(a) não finalize a entrevista com um resumo, proponha:

1 – Ao final da entrevista faça um resumo em 3 tópicos sobre o que entendeu da posição em aberto;

2 – Questione se existe algum próximo passo (entrevista com outro membro da empresa, teste, et cetera); e

3 – Agradeça pelo tempo despendido.

Espero que essas dicas lhe ajudem nos próximos processos seletivos em que participar.

Abraços, boa entrevista e boa sorte!